1 Following
carlosgoncalves

A minha vida com tinta

Aparentemente gosto de ler, aparentemente tambem sei escrever, talvez seja melhor combinar as duas coisas.

Surpreendentemente fabuloso

— feeling amazing
Astonishing X-Men, Vol. 1: Gifted - Joss Whedon, John Cassaday

O formato de TV carregado de sombras

 

Carregado de mistério, acção, dinâmicas refrescantes e arte de meter qualquer um a chorar por mais, Astonishing X-Men por Joss Whedon e John Cassaday é o ponto ideal para iniciantes e um must-read para qualquer veterano.

 

Joss Whedon não é um nome desconhecido e possivelmente o nome mais reconhecido para qualquer fã de comic-books seja ele um casual ou um veterano..

 

Contudo foi surpreendido ao descobrir que o realizador e escritor de Avengers, Avengers: Age of Ultron Buffy The Vampire Slayer entre outros tinha também escrito 25 issues de X-Men.

 

Devo dizer acima de tudo que sou um novato nestas andanças e só recentemente larguei as personagens para me interessar mais nos escritores, mas adiante com a minha experiência. 

 

O 1º Vol de Whedon (1# - 6#)  em Astonishing X-Men é muito provavelmente dos melhores exemplos da capacidade de cada single issue de contar parte de uma historia sem forçadamente deixar o leitor com a sensação que nada aconteceu, deixando assim como consequência a necessidade ler mais.

 

Carregado por personagens emblemáticas do lado mutante da Marvel - Cyclops, Wolverine, Emma Frost, Shadowcat e Beast, Whedon rapidamente apresenta na primeira Issue a dinâmica da equipa ao mesmo tempo que avança rapidamente para a acção dando ao fim de uma issue interesse desejável para continuar.

 

As seguintes issues demonstram exactamente os mesmos pontos fortes fortalecendo a historia com diversos pontos exteriores ao núcleo de personagens (Summers e Fury a terem uma breve discussão, a apresentação da reacção mutante na Televisão). Pode ser assim facilmente comparado a um trabalho efectuado uma serie de TV semanal o que Whedon em 2004 já era um mestre.

 

O volume em si também apresenta uma capacidade enorme de avançar a historia sem estar constantemente relembrando o passado, e sem estar constantemente a demonstrar o leitor o que aconteceu não só nas issues passadas mas também em toda a mitologia do universo, tudo o que é apresentado fora da historia presente não está forçadamente em correlação com a historia e é facilmente perceptível para o leitor.

 

Sendo este o primeiro trabalho que leio do "universo mutante" pré-House of M achei bastante refrescante o facto de não ter correntes sob o universo, onde no pós-House of M está sempre visivel essa faceta.

 

Quanto à arte devo dizer que não sou nenhum especialista mas achei divinal o estilo sob-carregado das sombras, a apresentação das personagens e o jogo entre cenas apresentadas, cor e sombras.

 

Sem margem de duvida, o trabalho de Whedon deve ser lido e é óptimo ponto de partida para qualquer iniciante.